sexta-feira

Legrand

Escrever um livro não é uma tarefa fácil. Escrevo hoje e apago tudo amanhã, demoro muito a ter ideias. 
E assim segue a luta de querer escrever um bom livro, mas acredito que quando se tem a imagem na cabeça tudo pode melhorar.


" ... Sr. Lipphaus tem ideias um tanto curiosas, e uma estranha mania de criar coelhos... muitos coelhos. Seu pensamento não para. Não suporta o barulho da cidade grande, das buzinhas dos automóveis em dia de engarrafamento, de televisores ligados em programas de auditórios, nem do próprio garfo riscando o prato de louça enquanto come seu risotto de tomate seco. Tudo isso o deixa irritado, fica louco só em pensar em ter que ir ao banco pagar contas."

Um comentário:

  1. Nestor Lipphaus é bem parecido com um pessoal que eu conheço, principalmente a Érica Catarina, que aguenta risco de talher no prato, que até enfrenta fila de banco, mas não suporta cadeiras e móveis sendo arrastados de um lado para o outro o dia todo, ou até mesmo o barulho do vizinho de cima que insiste em fazer sempre apresentações particulares de samba na ponta dos pés, ah, claro, pés das cadeiras... é, Romont Willy, cada um com sua cisma esquisita. kkkkkk
    Amo esse desenho. Ei, menino, tu é gênio, é?

    Beijocas.

    ResponderExcluir